Antenas parabólicas: O que são, como funcionam e qual o público?

Antenas parabólicas e receptores no eFacil.com.br – Assista TV em qualquer lugar do Brasil

Atualmente, quando falamos de sinal de TV via satélite, sempre lembramos primeiro na TV de sinal digital via satélite como TVA ou SKY / Directv. Mas na década de 90 não era bem assim. TV via satélite era sinônimo de antena parabólica. Por causa disso, muita gente deve se perguntar: “Com o avanço da tecnologia, as parabólicas morreram?”

Não! Muito pelo contrário! Elas continuam bastante presente no mercado por dois fatores: primeiro que embora toda cidade possa receber o sinal das TVs digitais via satélite, nem todas possuem revenda e/ou técnicos para instalarem o equipamento. E em segundo lugar, o preço da assinatura mensal é praticamente o mesmo da compra de uma antena parabólica simples, impossibilitando a grande maioria das famílias de possuírem TV digital via satélite.

Neste post vamos falar um pouco de como funciona a antena parabólica, suas vantagens e algumas dicas!

Como funciona uma antena parabólica?

Lentes concentrando os raios de luz em um único ponto (foto: fonte)

Acredito que todo mundo quando era criança brincou de escrever o nome na madeira usando uma lente de aumento. O que a lente faz é simplemente usar sua curvatura para concentrar toda a luz do sol que ilumina a área da lente para um único ponto.

O princípio da antena parabólica é o mesmo. Ele pega toda onda de rádio e TV que chega na antena e reflete para um único ponto, tornando o sinal mais forte e pronto para ser decodificado.

Formato da antena converge todo sinal para um único ponto!

O fato é que nem toda casa necessita de uma antena parabólica, como explicaremos a diante.

Por que algumas casas precisam de antena parabólica?

Atualmente, existem várias maneiras do sinal de TV chegar em uma casa: pelo ar, por cabo e por satélite. Todas elas possuindo versões analógicas e digitais. Na maioria das grandes cidades existem retransmissores de sinal de TV analógica aberta (pelo ar). Essas retransmissoras pegam o sinal distribuído via satélite pela geradora principal e retransmitem abertamente para as pessoas que moram pelas redondezas.

Embora esse sistema de distribuição de sinal atinja a enorme maioria das casas no Brasil, existe uma pequena parcela que não recebe esse sinal. Pode ser por possuir uma barreira no meio do caminho (uma montanha, por exemplo, deixando a imagem com muitos fantasmas) ou a distância (O planeta Terra é redondo, enquanto o sinal corre em linha reta, fazendo que casas muito distantes da retransmissora não recebam o sinal). No pior das hipóteses, pode ser que sequer exista uma retransmissora na cidade, inexistindo qualquer sinal de TV aberta.

Ai que entra a antena parabólica. Basta apontar a antena para o satélite e pegar o sinal direto da transmissora. Além de um sinal com menos fantasmas (já que não existe nenhuma grande barreira entre o satélite e a antena), não existe cobrança de mensalidade, diferentemente das TVs digitais via satélite.

Outra vantagem é que além dos canais abertos, é possível assistir outros canais:

TV Esporte Interativo
TV Camara
TV Senado
TV Cultura
TV Seculo 21
TV Aparecida
TV Brasil
TV Escola
Polishop TV
Rede TV!
MTV Brasil
Globo
SBT
Record
Band
Rede Vida
Terra Viva
Paraná Educativa
Canal do Boi
RIT
Canal Promocional Via Embratel
Shoptime
Rede 21 + TV Igreja Mundial
NBR
Canção Nova
Rede Gazeta
Record News
Futura
Agro Canal
Novo Canal
Canal Rural

(via http://www.blogers.com.br/conheca-os-canais-da-antena-parabolica/)

Quais as diferenças entre a TV digital via satélite (Sky/TVA) e a TV via antena parabólica?

- Antena: O equipamento da TV digital via satélite além de ser mais complexo, é mais caro. Normalmente seu valor é diluido na assinatura. Na TV via antena parabólica não é cobrado nenhuma mensalidade.

- Receptor: No equipamento de TV Digital via satélite, o receptor funciona como decodificador do sinal, que sempre vem criptografado, impossibilitando de quem não tem o receptor receber a programação. O receptor da TV via antena parabólica funciona exclusivamente como sintonizador dos canais.

- Assinatura: A TV Digital via satélite cobra uma assinatura mensal que varia de acordo com o número de canais assinados (a partir de R$49,90). Na TV via antena parabólica, não existe assinatura.

- Quandidades de canais: Na TV digital via satélite, existe mais de 100 canais para serem assinados. Na TV via antena parabólica, são transmitidos somente os canais abertos e alguns canais fechados (ver lista acima);

- Qualidade de som e imagem: Na TV Digital via satélite, o sinal pode ser até Full HD e som digital. Na TV Via antena parabólica normalmente o sinal captado é o sinal analógico, podendo (dependendo da TV e da antena), pegar o sinal digital HDTV.

Dicas para montar uma antena parabólica:

1- Consulte uma pessoa que já tenha instalado uma ou mais antenas na sua cidade. Embora montar seja simples (mas trabalhoso), a maior dificuldade é apontar a antena para o satélite;

2- Não economize no cabo coaxial que liga a antena ao receptor. Muita da qualidade de recepção pode ficar perdida em cabos de má qualidade;

3- Se você tem uma TV FullHD, você poderá assistir a programação em alta definição. Basta seu decodificador ter esta opção. Maiores detalhes em http://www.tvdigitalrural.com

4- Sempre escolha um local sem árvores. Preveja o crescimento delas e certifique que possíveis galhos não ficarão entre a antena e o satélite.

5-  Certifique-se que o receptor que você irá comprar seja da mesma voltagem de onde  ele será instalado (110V, 220V ou bivolt).

Related posts:

TV 3D: Entenda como esta mágica funciona
Da série #QualEscolher: LED, LCD, Plasma, saiba qual é a melhor escolha
O que você precisa saber na hora de escolher seu GPS: Explica aí!
  • http://chesmosilva@gmail.com.br chesmo

    blz legal mais disto ja sabia

  • http://Website... cleuton

    Parabéns pelas explicações, simples e diretas.

  • http://Website... Ana Cristina

    Excelente explicação. Obrigada.

  • ●•ツ BamBam ●•ツ

    Util !!!